sábado, 30 de março de 2013

O desconhecido sentido do Sábado Santo


A Semana Santa é um tempo forte para celebrarmos os mistérios mais intensos de nossa fé: a salvação que nos veio pela vida, paixão, morte e ressurreição de Jesus. Caminhamos no retiro quaresmal meditando sobre estes temas até chegarmos ao núcleo no “Tríduo Pascal”: quinta, sexta, sábado e domingo. Quatro dias! 

Mas tríduo não quer dizer três? É que o dia litúrgico começa na véspera e vai até a outra véspera. Assim, a Missa do Crisma, que acontece nas catedrais presidida pelo bispo com a presença dos padres e de parcela representativa do povo da diocese, na quinta de manhã, marca o final da Quaresma. 

O Tríduo Pascal vai começar na celebração da noite: a Missa do lava-pés e da instituição da Eucaristia e do Sacerdócio. Preste atenção e verá que ela já marca o memorial da “paixão” de Nosso Senhor Jesus Cristo. Este memorial da entrega de Cristo na cruz ecoará até a Sexta-feira, com a sóbria celebração da paixão. Este é o primeiro dia do tríduo. 

O terceiro começará na véspera de sábado e será o dia da ressurreição, inaugurado pela Vigília Pascal e prolongado pelo domingo da ressurreição. Agora você pergunta: e o segundo dia? Começa na véspera de sexta-feira até a véspera de sábado. É o dia do silêncio, da sepultura, memorial da ausência. Não existe celebração litúrgica prevista para este dia. Normalmente não sabemos bem o que fazer no sábado de manhã. Parece um tempo livre, mesmo para os acostumados a viver a vida liturgicamente. Alguns aproveitam para arrumar a casa; outros para compensarem o jejum feito na Sexta-feira Santa. 

sábado, 23 de março de 2013

2 anos do Cristiforme



Neste dia 24 de março de 2013, nós, que pertencemos ao Grupo de Jovens Cristiforme, da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição de Jardim do Seridó, estaremos completando 2 anos de existência.

O Cristiforme, que significa Forma de Cristo, teve início em 2011 com a orientação do então seminarista João Júnior (Pe. João Júnior), e da Irmã Helena Rodrigues, da Congregação das Irmãs dos Pobres de Santa Catarina de Sena, tendo como espiritualidade, a da Juventude Missionária.

Após 2 anos continuamos desenvolvendo nosso trabalho em prol da Igreja de Jesus Cristo. Estamos bem inseridos na Paróquia, como nossa verdadeira comunidade de fé, sendo ela, uma pequena porção do povo de Deus que está em todo o mundo.

Parabéns a todos e, que possamos comemorar muitos e muitos anos de existência!

terça-feira, 19 de março de 2013

19 de Março: Dia de São José, o patrono da Igreja


São José
Celebra-se hoje, 19 de março, a Solenidade de São José. Neste dia, a Igreja, espalhada pelo mundo todo, recorda solenemente a santidade de vida do seu patrono.

Esposo da Virgem Maria, modelo de pai e esposo, protetor da Sagrada Família, São José foi escolhido por Deus para ser o patrono de toda a Igreja de Cristo.

Seu nome, em hebraico, significa “Deus cumula de bens”. 

No Evangelho de São Mateus vemos como foi dramático para esse grande homem de Deus acolher, misteriosa, dócil e obedientemente, a mais suprema das escolhas: ser pai adotivo de Nosso Senhor Jesus Cristo, o Messias, o Salvador do mundo.

"Quando acordou, José fez conforme o anjo do Senhor tinha mandado e acolheu sua esposa"(Mt 1,24).

O Verbo Divino quis viver em família. Hoje, deparamos com o testemunho de José, “Deus cumula de bens”; mas, para que este bem maior penetrasse na sua vida e história, ele precisou renunciar a si mesmo e, na fé, obedecer a Deus acolhendo a Virgem Maria. 

Da mesma forma, hoje São José acolhe a Igreja, da qual é o patrono. E é grande intercessor de todos nós. 

Que assim como ele, possamos ser dóceis à Palavra e à vontade do Senhor.

São José, rogai por nós!

Fazendo um exame de consciência ...


Prepara-te para a confissão se possível em prazos regulares e não muito distantes no tempo, em um clima de oração, respondendo a estas perguntas sob o olhar de Deus, eventualmente verificando com quem possa ajudar-te a caminhar mais rápido na via do Senhor.

1. «Não terás outro Deus além de mim» (Dt 5,7). «Amarás ao Senhor com todo teu coração, com toda tua alma e com toda tua mente» (Mt 22, 37). Amo assim o Senhor? Dou-lhe o primeiro lugar em minha vida? Empenho-me em rejeitar todo ídolo que pode interpor-se entre Ele e eu, seja o dinheiro, o prazer, a superstição ou o poder? Escuto com fé sua Palavra? Sou perseverante na oração?

2. «Não tomarás em falso o nome do Senhor teu Deus» (Dt 5, 11). Respeito o nome santo de Deus? Abuso ao referir-me a Ele ofendendo-o ou servindo-me dele em lugar de servi-lo? Bendigo a Deus em cada um de meus atos? Remeto-me sem reservas a sua vontade sobre mim, confiando totalmente nele? Confio-me com humildade e confiança à guia e ao ensinamento dos pastores que o Senhor deu a sua Igreja? Empenho-me em aprofundar e nutrir minha vida de fé?

sexta-feira, 15 de março de 2013

Papa Francisco aos cardeais: Se confessarmos um Cristo sem a Cruz, não somos discípulos do Senhor



Ao presidir a Missa de Ação de Graças por sua eleição como novo Pontífice diante de todos os cardeais eleitores, o Papa Francisco pronunciou sua primeira homilia e explicou que "se não confessamos Jesus Cristo, as coisas não avançam”.  O Papa também recordou que não se pode anunciar Jesus Cristo sem a cruz, pois sem ela não podemos ser discípulos do Senhor.

Na Capela Sistina, local onde ontem foi eleito como o Pontífice número 266 da
Igreja Católica, o Papa Francisco refletiu sobre as leituras da liturgia de hoje e disse com claridade, citando o converso francês Leon Bloy, que "quem não prega o Senhor prega o Diabo".

O Santo Padre, em uma breve homilia espontânea que durou aproximadamente 7 minutos, assinalou que "podemos caminhar o que quisermos, podemos edificar muitas coisas, mas a não ser confessamos Jesus Cristo, as coisas não avançam. Converteremo-nos em uma ONG que dá pena, mas não na Igreja, esposa do Senhor".

"Quando não se caminha, se detém. Quando não se edifica sobre pedras, o que acontece? Acontece o que acontece às crianças na praia quando fazem castelos de areia, tudo cai e não há consistência".

quinta-feira, 14 de março de 2013

Palavras do Papa Francisco na Praça de São Pedro quando eleito PAPA!


“Irmãos e irmãs, boa noite.
Vocês sabem que o dever do Conclave é dar um bispo a Roma. Parece que meus irmãos cardeais foram buscá-lo no fim do mundo, mas estamos aqui. Agradeço a vocês pela acolhida na Comunidade Diocesana de Roma, como seu bispo. Obrigado.

Em primeiro lugar, gostaria de fazer uma oração pelo nosso bispo emérito, Bento XVI. Rezemos todos juntos por ele para que o Senhor o abençoe e Nossa Senhora o guarde. (Recitou o Pai Nosso, Ave Maria e Glória)

E agora, começamos este caminho, bispo e povo, esse caminho da Igreja de Roma, que é aquela que preside na caridade com todas as Igrejas. Um caminho de fraternidade, de amor e de confiança entre nós. Rezemos sempre por nós, uns pelos outros. Rezemos por todo o mundo, para que seja uma grande fraternidade. Vos desejo que este caminho de Igreja que hoje começamos – me ajudará o meu cardeal vigário aqui presente – seja frutuoso para a evangelização dessa sempre bela cidade.

Agora eu gostaria de dar a benção, mas antes vos peço um favor. Antes que o bispo abençoe o povo, eu peço que vocês rezem ao Senhor para que me abençoe. A oração do povo pedindo a benção pelo seu bispo. Façamos em silêncio, esta oração de vocês sobre mim (o Papa inclinou-se para receber a oração).

Agora vou abençoar vocês e todo o mundo, a todos os homens e mulheres de boa vontade (o Papa prosseguiu dando a benção em latim e a indulgência plenária).

Irmãos e irmãs, vos deixo, obrigado pela acolhida. Rezem para que logo nos vejamos. Amanhã quero ir rezar a Nossa Senhora, para que proteja toda a Roma. Boa noite e bom descanso”.

 

Habemus Papam!


O cardeal argentino Jorge Mario Bergoglio, 76, arcebispo de Buenos Aires, é o novo papa. Ele escolheu o nome de Francisco. O papa Francisco é o primeiro latino-americano da história. Foi a primeira vez que o seu cargo foi entregue a um membro da Sociedade de Jesus.
Na Argentina, Bergoglio é conhecido pelo conservadorismo e pela batalha contra o kirchnerismo. O prelado também é reconhecido por ser um intenso defensor da ajuda aos pobres.
Embora se mostre preocupado com a população de baixa renda, o papa não é adepto da Teologia da Libertação, corrente prestigiada na Igreja brasileira que, com base em ideias marxistas, defende que o clero atue prioritariamente servindo os mais pobres.
O conservadorismo do novo papa é conhecido por declarações contra o aborto e a eutanásia. Além disso, embora ressalte que homossexuais merecem respeito, Bergoglio é contra o casamento gay.

O jesuíta nasceu na capital argentina e, depois de cursar o seminário no bairro Villa Devoto, entrou para a Sociedade de Jesus, aos 19 anos, em 1958. Foi ordenado padre pelos jesuítas um ano depois, quando estudava teologia e filosofia na Faculdade de San Miguel.

quarta-feira, 13 de março de 2013

Porque uma fumaça anuncia o novo Papa?



Antigamente os sinos anunciavam a chegada do novo Papa. Hoje o primeiro sinal é a fumaça

O mundo inteiro está com os olhos voltados para uma pequena chaminé instalada na Capela Sistina, Vaticano. Mas o que esta chaminé tem de importante para atrair tanta atenção? Trata-se do lugar de onde sai o primeiro sinal de que foi eleito o novo Papa.
A fumaça que sai da chaminé da Capela Sistina é, na verdade, a queima das cédulas dos votos realizados pelos Cardeais em Conclave.
Segundo Ambrógio Piazzoni, subsecretário da Biblioteca Vaticana, antigamente quem dava a notícia do novo Papa eram os sinos da cidade de Roma que tocavam em toda a cidade. Com o passar dos anos, alguém percebeu que a fumaça da queima dos votos antecipava este anúncio.
 “A fumaça é um detalhe recente que começou a ser usado na metade do século passado. Alguém percebeu que, quando se queimava as cédulas, elas soltavam a fumaça. Viu também que, unindo a palha umida, a fumaça mudava de cor. Desta forma, decidiram antecipar esta informação [do novo Papa] dada pelos sinos à comunidade cristã de Roma e de todo mundo”, disse Piazzoni.

terça-feira, 12 de março de 2013

Programação do Conclave


Cardeais celebraram Missa pela manhã na Basílica de São Pedro / Foto: Clarissa Oliveira CN Roma
Durante o Conclave, cardeais não terão contato com o mundo externo

Quando o mestre de cerimônias pontifícias pronunciar as palavras extra omnes (todos para fora), nesta terça-feira, 12, às 16h45 (12h45 horário do Brasil), inicia-se oficialmente o Conclave.

A partir deste momento, os cardeais entram em clausura, ou seja, não possuem – até a eleição do novo Pontífice – contato com o mundo externo. Eles não podem conversar com a imprensa, não podem telefonar nem mesmo enviar uma mensagem nas redes sociais.
Hoje, às 10h da manhã (horário de Roma – 6h em Brasília), aconteceu a Missa “Pro Eligendo Pontífice”, presidida pelo decano do Colégio Cardinalício, Angelo Sodano.
Como será, a partir de agora, a programação dos cardeais dentro dos muros do Vaticano?
Primeiro dia (horário atualizado para o Brasil)

11h45 – Os cardeais são transferidos para o Palácio Apostólico
12h30 – Invocando o auxílio da Igreja Celeste, na ladainha dos santos, os cardeais saem em procissão da Capela Paulina para a Capela Sistina
12h45 – Começa o processo de juramento e meditação para um eventual escrutínio (se houver votação, uma primeira fumaça já pode sair pela chaminé)
15h15 – Oração das vésperas na Capela Sistina
15h30 – Transferência para o aposento Santa Marta
16h (20h em Roma) – Jantar
Outros dias (horário atualizado para o Brasil)

2h30 às 3h30 (6h30 em Roma) – Café da manhã
3h45 – Transferência para a Capela Paulina
4h15 – 5h15 – Missa na Capela Paulina
5h30 – Ora média e votação na Capela Sistina (fumaça)
8h30 – Translado para a ala Santa Marta
9h – Almoço
12h – Translado para Palácio Apostólico
12h50 – Votação na Capela Sistina
15h15 – Véspera na Capela Sistina
15h30 – Translado para aposento Santa Marta
16h (20h em Roma) – Jantar

Primeira votação tem fumaça preta, e conclave ainda não elege novo Papa


Os cardeais reunidos no conclave na Capela Sistina, no Vaticano, não conseguiram escolher o novo Papa, na primeira votação realizada nesta terça-feira (12).
A fumaça preta se ergueu da chaminé da Capela Sistina por volta das 19h40 locais (15h40 de Brasília), indicando que não houve a maioria de dois terços dos votos necessárias para eleger o novo pontífice.
Com isso, o conclave para eleger o sucessor de Bento XVI deve prosseguir nesta quarta, com duas votações pela manhã, e outras duas à tarde, até que um dos cardeais obtenha os votos necessários.
Fonte: Site G1

Cardeal pede unidade da Igreja em última missa antes do Conclave


A missa foi celebrada pelo decano do Colégio Cardinalício, o italiano Angelo Sodano, que não participará da eleição papal por ter mais de 80 anos.

Sob o comando do decano do Colégio dos Cardeais, o italiano Angelo Sodano, os 115 cardeais que irão eleger a partir desta terça-feira o novo Sumo Pontifíce da Igreja Católica iniciaram por volta das 10h (6h de Brasília) a missa Pro Eligendo Pontifice na Basílica de São Pedro, na Cidade do Vaticano.

Esta é a última celebração aberta ao público das quais os cardeais participam antes de se recolherem a clausura para o Conclave papal, que começará na tarde desta terça. Os cardeais eleitores ficaram localizados ao redor do altar no centro da basílica. Sodano, que ocupou um trono no centro do altar, não participará da votação por já ter mais de 80 anos.

Antes do início da celebração, milhares de fiéis passaram horas na fila do lado de fora do templo para acompanhar a cerimônia solene. A maior parte da missa foi rezada em latim.


Lema da Jornada Mundial da Juventude 2013: "Ide e fazei discipulos entre todas as nações! (cf. Mt 28, 19)"


A Jornada Mundial da Juventude em Madrid renovou nos jovens o chamado a serem o fermento que faz a massa crescer, levando ao mundo a esperança que nasce da fé. Sede generosos ao dar um testemunho de vida cristã, especialmente em vista da próxima Jornada no Rio de Janeiro”.

Essa convocação foi feita pelo Papa Bento XVI no anúncio do lema da Jornada Mundial da Juventude Rio2013: “Ide e fazei discípulos entre todas as nações” (Mt 28, 19), durante a audiência geral no dia 24 de agosto.

Na ocasião a catequese foi dedicada a JMJ 2011, que havia terminado no dia 21 do mesmo mês. Bento XVI recordou com carinho a participação e a alegria dos cerca de dois milhões de jovens em Madrid, ao que ele chamou de “uma formidável experiência de fraternidade, de encontro com o Senhor, de partilha e de crescimento na fé: uma verdadeira cascata de luz.”

Por isso é tão importante que os jovens do Brasil e do mundo assumam desde agora esse chamado à missão e participem da Jornada como testemunhas vivas do Cristo.

Frases do nosso Papa Emérito Bento XVI ...


"O amor à Eucaristia redescobrireis também o sacramento da Reconciliação, no qual a bondade misericordiosa de Deus permite sempre que a nossa vida comece novamente"
                                                                                                   ( Papa Emérito Bento XVI)

segunda-feira, 11 de março de 2013

Comunicado!

A coordenação do Grupo de Jovens Cristiforme comunica a todos os jovens que no próximo domingo (17.03) estaremos realizando nossa Missão na comunidade Rural do nosso município! Todos os interessados a participarem dessa missão, terão até quarta-feira (13.03) para confirmar com Ir. Helena ou algum integrante do coordenação do referido grupo sua participação!
  E aproveitamos para convidar toda Juventude do nosso município a participar dos nossos encontros semanais que acontecem aos Sábados , as 19 horas , no centro Pastoral Coração de Jesus!


JMJ: Um sonho do coração de Deus!

Caros irmãos e irmãs, esse ano a igreja do Brasil irá acolher e celebrar junto com toda comunidade Jovem Católica  a Jornada Mundial da Juventude, evento esse que é responsável pela maior união de jovens para louvar ao supremo : Jesus Cristo. Por estarmos nos aproximando desse grande evento estaremos publicando postagens a respeito da JMJ durante esse tempo de espera a esse grande evento Jovem! 


 Hoje iremos mostrar para vocês um pouco de como tudo começou...


Tudo começou com um encontro promovido pelo Papa João Paulo II em 1984. Foi um encontro de amor, sonhado por Deus e abraçado pelos jovens. Vozes que precisavam ser ouvidas e um coração pronto para acolhê-las.

A Jornada Mundial da Juventude (JMJ), como foi denominada a partir de 1985, continua a mostrar ao mundo o testemunho de uma fé viva, transformadora e a mostrar o rosto de Cristo em cada jovem.

São eles, os jovens, os protagonistas desse grande encontro de fé, esperança e unidade. A JMJ tem como objetivo principal dar a conhecer a todos os jovens do mundo a mensagem de Cristo, mas é verdade também que, através deles, o ‘rosto’ jovem de Cristo se mostra ao mundo.

A Jornada Mundial da Juventude, que se realiza anualmente nas dioceses de todo o mundo, prevê a cada 2 ou 3 anos um encontro internacional dos jovens com o Papa, que dura aproximadamente uma semana. A última edição internacional da JMJ foi realizada em agosto de 2011, na cidade de Madri, na Espanha, e reuniu mais de 190 países.

A XXVIII Jornada Mundial da Juventude será realizada de 23 a 28 de julho de 2013 na cidade do Rio de Janeiro e tem como lema “Ide e fazei discípulos entre todas as nações” (Mt 28, 19).

As JMJs tem sua origem em grandes encontros com os jovens celebrados pelo Papa João Paulo II em Roma. O Encontro Internacional da Juventude, por ocasião do Ano Santo da Redenção aconteceu em 1984, na Praça São Pedro, no Vaticano. Foi lá que o Papa entregou aos jovens a Cruz que se tornaria um dos principais símbolos da JMJ, conhecida como a Cruz da Jornada.

O ano seguinte, 1985, foi declarado Ano Internacional da Juventude pelas Nações Unidas. Em março houve outro encontro internacional de jovens no Vaticano e no mesmo ano o Papa anunciou a instituição da Jornada Mundial da Juventude.

A primeira JMJ foi diocesana, em Roma, no ano de 1986. Seguiram-se os encontros mundiais: em Buenos Aires (Argentina – 1987) - com a participação de 1 milhão de jovens; em Santiago de Compostela (Espanha – 1989) - 600 mil; em Czestochowa (Polônia – 1991) - 1,5 milhão; em Denver (Estados Unidos – 1993) - 500 mil; em Manila (Filipinas – 1995) – 4 milhões; em Paris (França -1997) – 1 milhão; em Roma (Itália – 2000) – 2 milhões, em Toronto (Canadá – 2002) – 800 mil; em Colônia (Alemanha – 2005) – 1 milhão; em Sidney (Austrália – 2008) – 500 mil; e em Madri (Espanha – 2011) – 2 milhões.

Além do fato de estar em outro país, com seus encantos turísticos, a participação na Jornada requer um corpo preparado para a peregrinação e um coração aberto para as maravilhas que Deus tem reservado para cada um. São catequeses, testemunhos, partilhas, exemplos de amor ao próximo e à Igreja, festivais de música e atividades culturais. Enfim, um encontro de corações que creem, movidos pela mesma esperança de que a fraternidade na diversidade é possível.

Frases do nosso Papa Emérito Bento XVI ...



"
Tudo passa, neste mundo. Na eternidade, só o Amor permanece. Por isso, aproveitando o tempo propício da Quaresma, empenhemo-nos em olhar por que tudo, tanto na nossa vida pessoal como na atividade eclesial em que estamos inseridos, seja movido pela caridade e tenda para a caridade."
( Papa Emérito Bento XVI)

Evangelho do dia : "Podes ir, teu filho vive" - Jo 4,43-54"



"Passados os dois dias, Jesus foi para a Galileia. (Jesus mesmo tinha declarado que um profeta não é reconhecido em sua própria terra.) Quando chegou à Galileia, os galileus o receberam bem, porque tinham visto tudo o que fizera em Jerusalém, por ocasião da festa. [...] Jesus voltou a Caná da Galileia, onde tinha mudado a água em vinho. Havia um funcionário do rei, cujo filho se encontrava doente. Quando ouviu dizer que Jesus tinha vindo da Judeia para a Galileia, ele foi ao encontro dele e pediu-lhe que descesse até Cafarnaum para curar seu filho, que estava à morte. Jesus lhe disse: \"Se não virdes sinais e prodígios, nunca acreditareis\". O funcionário do rei disse: \"Senhor, desce, antes que meu filho morra!\" Ele respondeu: \"Podes ir, teu filho vive\". O homem acreditou na palavra de Jesus e partiu. Enquanto descia para Cafarnaum, os empregados foram-lhe ao encontro para dizer que seu filho vivia. O funcionário do rei perguntou a que horas o menino tinha melhorado. Eles responderam: \"Ontem, à uma da tarde, a febre passou\". O pai verificou que era nessa hora que Jesus lhe tinha dito: \"Teu filho vive\". Ele passou a crer, com sua família. Também este segundo sinal, Jesus o fez depois de voltar da Judeia para a Galileia."

domingo, 10 de março de 2013

Frases do nosso Papa Emérito Bento XVI ...



"Queridos jovens, a felicidade que procurais, a felicidade que tendes o direito de saborear tem um nome, um rosto: o de Jesus de Nazaré. A Igreja precisa de vocês, para manifestar ao mundo o rosto jovem de Cristo e de sua Igreja. Exorto-vos a adquirir intimidade com a Bíblia, a tê-la à mão, para que seja para vós como uma bússola que indica o caminho a seguir. Lendo-a, aprendereis a conhecer Cristo”
 ( Papa Emérito Bento XVI)

Entenda como funciona o Conclave que elege um novo Papa !


O que é o Conclave?

 Conclave é a reunião dos cardeais da Igreja Católica para eleger um novo Papa. A palavra “conclave”, do latim, quer dizer “com chave”, vem do fato de que, antigamente, quando os cardeais que iam eleger um novo Papa ficavam trancados com chave na Capela Sistina, ou outro local, até que um novo Pontífice fosse eleito. Ficavam totalmente sem comunicação com o povo.
Hoje, a eleição do Papa é realizada segundo a Constituição Apostólica UNIVERSI DOMINICI GREGIS (22/02/1996), do Papa Beato João Paulo II, que rege o funcionamento do Conclave e da eleição do novo Pontífice. É um longo documento com 92 parágrafos, o qual pode ser lido no site do Vaticano.


Vejamos os pontos mais importantes do Conclave:

O Conclave é um retiro sagrado, no qual os cardeais eleitores invocam o Espírito Santo para proceder à eleição do Romano Pontífice. O artigo 37 estabelece que o Conclave começará 15 dias depois de vacante a Sé Apostólica, embora o Colégio de Cardeais possa estabelecer outra data, a qual não pode se atrasar mais do que 20 dias da vacante.
Todos os cardeais eleitores ficam hospedados em uma acomodação, na chamada “Domus Sanctae Marthae”, construída na Cidade do Vaticano.

Como funciona o Conclave?

Na parte da manhã e na parte da tarde, são feitas as orações e a celebração das sagradas funções ou preces que se acham indicadas no mencionado “Ordo rituum Conclavis”. Em seguida, há os procedimentos para as eleições. Podem votar e ser votados todos os cardeais com menos de 80 anos de idade. Os cardeais eleitores são obrigados a participar do Conclave e são convocados pelo cardeal mais velho (Decano).
São feitas duas eleições por dia, uma de manhã e outra à tarde, e será eleito o cardeal que, numa dessas eleições, obtiver 2/3 dos votos, considerando presentes todos os cardeais. A eleição é secreta, cada cardeal coloca em uma cédula o nome em quem deseja votar. Três cardeais são escolhidos para fazer a contagem dos votos (os escrutinadores). Conferem, após cada eleição, se o número de cédulas é igual ao de cardeais presentes. Se algum deles for escolhido com 2/3 de votos, estará eleito; se aceitar o cargo, então, é queimada uma fumaça branca no incinerador da Capela Sistina. Se após a segunda eleição do dia não houver ainda um eleito, então, queima-se uma fumaça negra que sai na chaminé da Capela, na Praça de São Pedro. Após cada eleição as cédulas são todas queimadas pelos escrutinadores.
Cada cardeal, ao colocar sua cédula na urna, diz estas palavras em forma de juramento: “Invoco como testemunha Cristo Senhor, o qual me há de julgar, que o meu voto é dado àquele que, segundo Deus, julgo deve ser eleito”.
Se houver algum cardeal doente que não possa sair de seu quarto, a urna é levada a ele, por três cardeais (os Infirmarii), para que possa votar.
Caso os cardeais não elejam o novo Papa durante três dias de votações, estas serão suspensas durante um dia para uma pausa de oração, de livre colóquio entre os votantes e de uma breve exortação espiritual, feita pelo primeiro dos cardeais da ordem dos cardeais diáconos. Há cardeais de três ordens: diáconos, presbíteros e bispos. Em seguida, recomeçam as votações. Se, após sete escrutínios, ainda não se verificar a eleição, faz-se outra pausa de oração, de colóquio e de exortação, feita pelo primeiro dos cardeais da ordem dos presbíteros. Procede-se, depois, a uma outra eventual série de sete escrutínios. Se ainda não se tiver obtido o resultado esperado, há uma nova pausa de oração, de colóquio e de exortação, feita pelo primeiro dos cardeais da Ordem dos Bispos. Em seguida, recomeçam as votações segundo a mesma forma, as quais, se não for conseguida a eleição, serão sete. (n.74)
Se ainda as votações não tiverem êxito, os cardeais eleitores serão convidados pelo Camerlengo a darem a sua opinião sobre o modo de proceder, e proceder-se-á segundo aquilo que a maioria absoluta deles tiver estabelecido. Todavia, não se poderá deixar de haver uma válida eleição, ou com a maioria absoluta dos sufrágios ou votando somente os dois nomes que, no escrutínio imediatamente anterior, obtiveram a maior parte dos votos, exigindo-se, também nesta segunda hipótese, somente a maioria absoluta.
Durante o Conclave, os cardeais ficam totalmente isolados do mundo, não podendo usar os meios de comunicação (jornal, rádio, televisão, celular, etc.), receber pessoas para visitas, etc. É terminantemente proibido aos cardeais, antes e durante o Conclave, fazer acordo entre si para a eleição de um deles, sob pena de excomunhão “latae sententiae”. O artigo 80, além disso, castiga com excomunhão os cardeais que aceitarem a proposta de uma autoridade civil de propor o veto contra algum cardeal, como acontecia até 1904.
Após a eleição de um dos cardeais, o cardeal Decano pergunta ao eleito: “Aceitas a tua eleição canônica para Sumo Pontífice?” E, uma vez recebido o consenso, pergunta-lhe: “Como queres ser chamado?”. Então, os cardeais eleitores aproximam-se para render homenagem e prestar obediência ao neoeleito Sumo Pontífice. Depois disso, o primeiro dos cardeais diáconos anuncia ao povo, que está à espera, a eleição consumada e o nome do novo Pontífice: “Nuntio vobis gaudium magnum: habemus Papam!” (“Anuncio-vos uma grande alegria: Temos um Papa”), o qual, a seguir, dá a bênção apostólica Urbi et Orbi do pórtico da Basílica do Vaticano.
No Conclave para escolha do sucessor de Bento XVI deverão estar presentes 117 cardeais. O cardeal Camerlengo, que desempenha um papel fundamental no período de vacância, é o cardeal Tarcisio Bertone, nomeado pelo Papa Bento XVI em 4 de abril de 2007. Os cardeais eleitores serão 61 europeus, 19 latino-americanos, 14 norte-americanos, 11 africanos, 11 asiáticos e 1 da Oceania. O país com o maior número de cardeais, 21, é a Itália. 67 eleitores foram criados por Bento XVI, e os restantes 50 por João Paulo II.

Professor Felipe Aquino

Membro do Conselho Diretor da Fundação João Paulo II. Participa de aprofundamentos no país e no exterior, escreveu mais de 60 livros e apresenta dois programas semanais na TV Canção Nova: “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”.


Fonte: Site Canção Nova

Do Blog: Rezemos todos os dias para que os Cardeais possam fazer a escolha certa do novo Bispo de Roma ( Papa) para que o mesmo  possa da continuidade a Igreja de Cristo sempre guiado pelo Espírito santo!


quarta-feira, 6 de março de 2013

Pe. Paulo Ricardo explica: A Profecia de São Malaquias


Nesse vídeo, o Pe.Paulo Ricardo explica a Profecia de São Malaquias, que está sendo usada por integrantes de outras religiões contra a Igreja Católica, após a renúncia do Papa Bento XVI. Segundo a mesma, Petrus Romanus seria o novo Papa e o fim estaria próximo.



video